Loader

Nós fomos

Nós fomos

Conforme o informado, fomos ao encontro do Mercado Municipal de Florianópolis. Chegamos cedo, logo depois de fotografar a ponte Hercílio Luz sob a luz de um belo por do sol. Estávamos fotografando a ilha em mais uma etapa da Maratona Fotografia Unimed e aproveitamos para participar do evento da UNIVALI. Para nossa (digo minha) surpresa, quase toda a turma da pós graduação de fotografia a qual fazemos parte compareceu, logo chegaram alunos de outras áreas para integrar o time de “iluminadores”.Contamos com a presença de professores que lecionaram para nós há pouco tempo atrás na pós, entre eles Thales Trigo (Manja muito, sem papas na língua e famosinho) e o João Luiz Pacheco (Aulas de técnica fotográficas mais físicas e interessantes que já tivemos) ambos tiveram muita importância para mim e para o Jorge.Os primeiros testes mostraram que as luzes ao redor do mercado deveriam serem apagadas, porem não contávamos com  apoio da CELESC, por indicação, ajudei a cobrir os as luminárias sobre os postes de ferro com lona preta. Depois de subir e descer dois, a CELESC felizmente apareceu e apagou as luzes, certamente o resultado não seria o mesmo, já que as lonas não escondiam a luz totalmente, além de ficar horrível uma imagem com plásticos sobre postes, a parte ruim foi a demora da CELESC, poderia ter evitado que eu ralasse minhas virilhas, mas…Fizemos vários testes, penso que éramos em mais de 40 alunos (por baixo) acionando flashes e lanternas, literalmente pintando com luz as paredes.Nós, não deixamos de participar, tanto iluminando como fotografando, posicionamos uma das nossas câmeras em um ângulo diferente ao oficial e clicamos, as vezes com o timer as vezes com ajuda de outro professor que acompanhava o momento.Uma experiência única, o fato de estarmos em conjunto com pessoas com a mesma “paixão”, fazendo o que gostamos, já valeu o empenho, depois de ver o resultado e sabendo como ocorreu, ficamos super contentes em poder participar de um evento como esse.Veja ao lado algumas imagens, desde a “trepada” no poste até a imagem final, não oficial pois esta é do Thales Trigo.

Jorge Urresta Neto
[email protected]