Loader

Um pouco mais sobre Inbound marketing

Um pouco mais sobre Inbound marketing

Atualmente, as pessoas usam de todos os seus recursos para fugir de propagandas que não querem assistir. O marketing tradicional faz com que a informação chegue até o seu cliente onde ele estiver, e em vez disso, o Inbound Marketing faz com o que o cliente o encontre quando sentir necessidade ou quando quiser resolver algum problema, ele não “empurra” vendas.

Assim podemos estruturar o processo de vendas, pois a relação não se resume entre visitante e cliente:

oooooooooooooo

O que são os desconhecidos e como torná-los visitantes
Primeiramente teremos os desconhecidos, que podem ser qualquer pessoa no mundo. Esses estranhos irão pesquisar por coisas que eles procuram, por exemplo: gatinhos fofinhos, como utilizar um cortador de grama, ideias românticas para o dia dos namorados, entre muitos outros temas. Então, o Inbound Marketing utiliza de blogs, sites, redes e mídias sociais para criar conteúdo relevante e chamar a atenção desses estranhos, utilizando técnicas de SEO para otimizar o conteúdo do seu site nos mecanismos de busca como o Google. Quando este desconhecido chega ao seu site, ele passa a ser um visitante, e o dever do Inbound Marketing, além de atraí-lo até o site, é resolver o problema e atender às necessidades desse visitante que entrou em seu site. Resumindo, ele deve aprender alguma coisa quando terminar de ler a sua publicação.

Gerando leads a partir dos seus visitantes
Uma boa analogia seria comparar esses visitantes com pessoas que visitam lojas de roupas e não compram nada, ou seja, estão longe de se tornarem clientes. Para que um visitante avance no processo, o Inbound Marketing pode utilizar de landing pages (uma página feita para capturar dados do visitante) e também call to actions, convidando-o a realizar alguma ação. Para tornar-se um lead, o que nos leva à próxima etapa, o visitante deverá deixar seu contato para a empresa, recebendo em troca, por exemplo, algum e-book gratuito, cadastrando-se para receber notícias de algum produto/serviço promocional ou mais do conteúdo mostrado.

A empresa está com uma oportunidade em mãos
A partir do momento que você gerou leads, você tem uma oportunidade. Agora é hora de guiá-los até a compra, trabalhando suas listas de e-mails e mídias sociais. Seus leads concederam permissão para que você pudesse nutri-los com informações. Eles podem ter parado a compra exatamente quando chegaram no carrinho, caracterizando um alto interesse pelo produto/serviço da empresa. Eles querem receber informações exclusivas, descontos, cookies personalizados nos sites, e-mails com informações relevantes relacionadas. Há várias maneiras de deixar sua marca na mente do consumidor e torná-la a primeira escolha.

Alguns leads podem se tornar clientes, propagadores em potencial
Alguns leads, após muitas estratégias, acabam se tornando clientes e realizando a compra. Quando você conquista um cliente e ele adquire seu serviço ou produto, ou até mesmo que ele esteja adquirindo-o com frequência, isso não significa que ele não pode, em algum momento, esquecer da sua empresa e ir atrás de outra. Sendo assim, é trabalho do marketing nutrir seus clientes com conteúdos relevantes para que a empresa não acabe caindo no esquecimento. Pode ser investido em pesquisas de satisfação, social media, e-mails informativos, ofertas especiais e muitas outras técnicas já citadas. Esse processo é fundamental, pois assim o seu cliente se torna um propagador, ou seja, além de consumir produtos ou serviços da sua empresa, ele ainda propagará sua satisfação com a mesma, podendo virar fãs e recomendá-la para amigos, o que é muito importante, pois eles já conquistaram a confiança dos amigos, mas sua empresa não.

Vamos exemplificar para ficar mais claro
Em uma situação fictícia, uma mulher (vamos chamar de Maria) está tomando banho, quando o chuveiro para de gerar água quente. Após sair do banho, Maria, uma desconhecida, foi até o Google e pesquisou “chuveiro não esquenta a água, o que aconteceu?”.  A mulher se interessou pelo título da sua publicação, que aparecia entre as primeiras e clicou no link, tornando-se uma visitante.  Maria viu que seria melhor trocar o seu chuveiro, então, como a matéria estava hospedada em um site do segmento, Maria navegou pela loja virtual e cadastrou-se no site, pois queria receber mais informações, tornou-se um lead e consequentemente uma oportunidade, porque Maria quer receber mais informações sobre a empresa. Maria saiu do site, mas recebeu um e-mail com ofertas exclusivas, então, voltou ao site e realizou a compra, tornando-se uma cliente. Maria recomendaria a empresa por ter tido uma experiência de usuário boa no site, indicou para amigos e tornou-se uma propagadora da marca.

 

 Enfim, a melhor maneira de se destacar é utilizando o Inbound Marketing. Você não precisa interromper ou atrapalhar seu público, você os atrai, encanta, cativa e fideliza. 🙂 

 

Escrito por Regielle.

Jorge Urresta Neto
[email protected]