Loader

Harmonizando a Comunicação

Harmonizando a Comunicação

Marcel Proust foi escritor, ensaísta e crítico literário francês. Sua obra-prima “Em Busca do Tempo Perdido” narra um personagem em uma cafeteria parisiense bebendo água e comendo madeleines, ao invés de harmonizar um tradicional bordoux com pratos da culinária francesa. Harmonizar é muito mais do que uma combinação entre bebida e comida. É uma equação complexa que envolve o ambiente, pessoas, contexto e uma série de elementos e razões intangíveis.

Assim é a comunicação. Não basta um bom layout ou uma boa chamada para que a ação seja um sucesso. Há diversos elementos envolvidos que devem ser levados em conta, tais como a relação do cliente e seu seus anseios, suas dúvidas, seus interesses pessoais, seus amigos e das pessoas que o cercam.

O modelo tradicional de comunicação, onde o cliente é impactado diariamente pela mídia de massa, já morreu há muito tempo. Prova disso é o crescimento de pequenos grupos de interesse nos mais diversos produtos, seja pela paixão criada por uma cidade em uma viagem ou pelo simples gosto por bolinhas de gude. A internet e os novos meios de comunicação tornou todas essas pessoas conectadas de tal forma, que criam um mundo de interesse delas, onde um anúncio no jornal ou outdoor na cidade não faz mais parte de seu meio.

Da mesma forma, a separação de classes sociais ficou ultrapassada. Quantas pessoas economizam no almoço para comprar um iPhone de última geração? Ou ainda gastam milhares de reais na compra de objetos relacionados à um filme de seu interesse. Na última semana houve o lançamento do novo brinquedinho do Star Wars, o BB-8 (https://www.youtube.com/watch?v=soNMhTOI3dg) e se já tivesse chegado às prateleiras, os maníacos pelo filme estariam fazendo filas para comprar.

No novo modelo de comunicação as marcas precisam criar envolvimento, encantar e ir muito além do que o cliente espera. Não é fácil e nem há uma fórmula pronta. Cada caso é um caso, e as empresas que não mudarem estão indo para o caminho do fracasso.

Maria e Nina
[email protected]