Loader

Fim de semana produtivo

Fim de semana produtivo

Fim de Semana de pós (que nos consome metade dele) com aulas pra lá de teóricas. Seria mais do que justo aproveitar a metade restante descansando com a família ou com as namoradas.Que nada! Trabalhar é preciso.Otimizamos a viagem para cumprir mais uma etapa da Maratona Fotográfica Unimed. Desta vez os pontos captados por nossas lentes foram Navegantes, Itajaí, Balneário Camboriú, e as praias da Região de Porto Belo. Não necessariamente nessa mesma ordem.Acordar as 6:00 da manhã de domingo a princípio foi triste, porém compensador.  Excelentes resultados imagéticos (olha eu com resquícios da aula no meu vocabulário).A foto retrata um dos momentos do dia! Foto “de bracinho” dentro do Teleférico do Parque Unipraias. Aliás caro… bem caro, mas recomendo.Voltando ao assunto da aula, não resisto em colocar a reflexão desenvolvida pelo Thiago, sócio proprietário dessa mesmíssima empresa, após um caminhão de teorias com a Professora Denise Camargo. (E não é que o guri leva jeito pra coisa! He he). Vale à pena ler:“Uma fotografia (imagem) pode impressionar por aspectos positivos, negativos ou nenhum dos dois, por simplesmente existir.Não importa o suporte, tecnologia e/ou tendência, seu valor nunca será perdido, a diferença se dá quando diversos repertórios são usados para buscar um significado.Para você é ruim, para mim é bom, para eles, tanto faz… E isso que faz da fotografia algo interessante a ponto de causar paixão ou repulsa.O que sobrou é uma imagem, um elemento utópico que se valoriza em dois momentos, concepção e na análise. E esses sempre serão diferentes para cada um de nós.Aí, nos deparamos com modernistas, acadêmicos, contemporâneos, clássicos, são estilos e atos diferentes, inertes uns aos outros e todos esses necessários para a co-existência de todos.São esses e outros aspectos que nos impedem (felizmente ou não) julgar qualquer imagem concebida por terceiros, nosso papel é aceitar, gostar ou não e assim criar um pré-conceito.A fotografia é socialista, democrática e passível de novidades, sempre!”

Jorge Urresta Neto
[email protected]