Loader

MarkNewYorkTrip – The Last One

MarkNewYorkTrip – The Last One

Acordar sabendo que é seu último dia para aproveitar uma cidade maravilhosa como New York pode dar até uma certa tristeza, mas saber que existe um mundo lá fora cheio de descobertas, renovou nossa força para começar mais um dia!

Tomamos nosso cafezinho de sempre e embarcamos em uma linha de metrô diferente, pois fomos visitar o Gantry Plaza State Park, aquele que tem um letreiro da Pepsi que aparece em alguns filmes, sabe? Além disso, o parque é lindo e tem uma vista de tirar o fôlego! Tiramos muitas fotos bem blogueirinhas. Hahaha

Saímos do Parque e voltamos para nossa área preferida, a Times Square! A gente já estava se sentindo bem em casa por lá! As próprias moradoras de Manhattan. Entramos em algumas lojas e aproveitamos para passar pela sede do New York Times, pela Confeitaria do Cake Boss (Carlo’s Bakery) e almoçar no Arby’s, o qual recomendamos com FORÇA! O sanduíche é com rosbife e as batatinhas são em forma de espiral e com um tempero diferente e muuuito gostoso. Sobre os doces do Cake Boss, escolhemos provar o Canoli, já que a fama diz que são os melhores de NY. Achamos gostoso, porém não tão maravilhoso como os cookies do Levain (Masterchef, chama a gente)!

Após o almoço, fomos conhecer Williamsburg, um bairro pertinho do Brooklyn e muito famoso por ter um estilo mais alternativo e meio hipster. No metrô já percebemos que as pessoas eram mais estilosas e bem descoladas e, ao andar pelo bairro, encontramos vários grafites lindos, mais gente “diferentona” e lojas que vendem coisas para pessoas “diferentonas” também! Foi muito legal conhecer esse pedacinho um pouco mais tranquilo e cool da cidade.

Depois de um programa mais cultural, seguimos a mesma linha e fomos conhecer o Museu de Arte Contemporânea, ou MOMA para os íntimos! Na sexta-feira, das 16:00 às 20:00, a entrada é gratuita, então, nada melhor do que unir o útil ao agradável e ver de pertinho Van Gogh, Andy Warhol, Picasso, Monet, Mondrian e até Salvador Dali! Incrível! São tantos anos estudando essas obras, e vê-las ali, na nossa frente, é emocionante. Dá pra acreditar que o próprio Picasso que deu aquelas pinceladas naquela tela? Que o Van Gogh encostou naquele lugar? É surreal.

Após o museu, precisávamos nos despedir em grande estilo. Procuramos um lugar legal e decidimos parar em um TGI Friday, afinal era Friday e parecia bem legal! Porém, não foi muito como a gente esperava. O drink que escolhemos era bem ruim, tão ruim que o garçom ficou com peninha e nem cobrou! A música mais atual da playlist era “Ops, I did it again”, hahahaha

Na hora de voltar, lembramos que nosso hotel tinha uma churrascaria brasileira e que provavelmente deveriam ter drinks brasileiros lá! Ensinamos a moça que nos atendeu (que era paulista) a fazer caipirinha de vinho, já que ela não conhecia e ficou abismada com o nosso pedido. Pessoas de outros estados: conheçam a caipirinha de vinho. Isso transforma a vida das pessoas.

Depois de brindar o fim da nossa jornada, subimos para finalizar a arrumação das malas (que treva) e descansar bastante, afinal, um dia cheio de aeroportos nos esperava. Depois de muitos voos, conexões e angústias até ter certeza que a nossa mala estaria no destino final nos esperando, aqui estamos novamente. Porque muitos Jobs nos aguardavam aqui na Marketeria.

fotos

 

Nessa viagem, realizamos sonhos que a gente nem sabia que tinha. New York é realmente o centro do mundo, e fazer parte disso é como estar em um filme o tempo inteiro. Seja no meio da multidão da Times Square ou em um passeio tranquilo pelo Brooklyn, a gente realmente fez parte daquilo. Frank Sinatra já dizia: I want to be a part of it. E nós fomos! E o que torna essa cidade ainda mais interessante é o fato de ser formada por tantas pessoas diferentes, de lugares diferentes, com vivências diferentes. Uma hora você está rodeado pelas luzes dos anúncios da Times e por prédios gigantes, e em outra já está no meio de Chinatown, repleta de barraquinhas e uma cultura super diferente.

Se vamos sentir saudade? Só um pouquinho. Um pouquinho o tempo todo. Você pode ter vivido sua vida inteira sem nunca ter a menor vontade de conhecer New York, ou achar que os Estados Unidos é um destino menos especial que a Europa, mas esse sentimento só dura até você colocar o pé naquela cidade. São tantas possibilidades, que você realmente sente que é capaz de tudo. Aquela música da Alicia Keys e do Jay-Z finalmente passa a ter um significado real: concrete jungle where dreams are made of, there’s nothing you can’t do, now you’re in New York. These streets will make you feel brand new, the lights will inspire you, let’s hear it for New York.

Um cantinho do nosso coração vai guardar com carinho cada passeio de metrô, cada detalhe do show da Broadway, cada ponto turístico e experiências que tivemos. Passear de bicicleta na ponte do Brooklyn, ter a emoção de ver a maravilhosa Estátua da Liberdade, considerar a Times Square o nosso cantinho preferido, chegar lá e poder pensar: agora estamos em “casa”. E foi exatamente assim! Se lar é onde o nosso coração está, com certeza um pedacinho daquela cidade será para sempre a nossa casa.

“A whole new world
A new fantastic point of view
No one to tell us no
Or where to go
Or say we’re only dreaming
A whole new world
A dazzling place I never knew”

 

 

Obs.: Vocês notaram que todos os nossos títulos seguiram o mesmo estilo? Como grandes fãs da série Friends, quisemos fazer uma brincadeirinha. Todos os episódios têm seus títulos iniciados com “The One”, com exceção apenas do episódio final, que foi nomeado “The Last One”. Igual esse aqui. ♥

Jorge Urresta Neto
[email protected]