Loader

Design de superfícies: o que é?

Design de superfícies: o que é?

Talvez você possa até não saber muito sobre o assunto ou até mesmo não se interessar, mas a verdade é que o design de superfície está por toda parte em nosso dia a dia. Desde os tempos das cavernas, com as pinturas rupestres, o homem utiliza as superfícies para se expressar. Pois é, não há nada de “recente” na origem dessa ramificação do design.

Como definição, podemos dizer que essa é a área do design responsável pela ocupação da superfície de objetos do nosso cotidiano, seja por meio de recursos gráficos (cores, grafismos) ou táteis (texturas).

01

Para nós, designers, existe um universo com inúmeras possibilidades quando o desafio é projetar a superfície de um produto ou peça gráfica. Por isso, não adianta pensar apenas no aspecto mercadológico, mas principalmente no apelo estético e emocional que podem – e devem – ser trabalhados, já que esse será o primeiro ponto de contato do usuário com o objeto, influenciando seu julgamento de gosto, que pode ir do “amei” até o “odiei”. Por essas razões, o design de superfície se torna tão importante, já que agrega valor ao projeto.

Qualquer área do design pode apresentar a necessidade de um projeto de superfície. Seja na área têxtil, com aplicação nos mais diversos tipos de tecido, ou em materiais sintéticos, como plásticos. Ele também pode envolver outros contextos de uso, como materiais de papelaria (embalagens, materiais de escritório, papel de parede), cerâmicas e objetos do dia-a-dia.

02

A repetição por meio de um módulo encaixado e repetido para formar um pattern é muito utilizada para a exploração de superfícies, mas o projeto também pode ser desenvolvido com grafismo, de modo localizado ou global. Para entender melhor, olha só:

03

Saber um pouco mais sobre as técnicas do design de superfície nos permite realizar projetos assertivos e que comunicam já no primeiro contato toda sua forma, conceito e função. Além disso, também podemos proporcionar experiências visuais prazerosas ao usuário, tornando seu dia-a-dia ainda mais divertido e bonito. Como atuantes da área criativa, devemos sempre prezar pela constante busca de informações. O conhecimento e a interdisciplinaridade são ferramentas essenciais para a nossa evolução profissional. Repertório é tudo!

Curtiu e quer saber mais sobre o tema? Indicamos os seguintes autores:

BARACHINI, Teresinha. Design de superfície. Uma experiência tridimensional. Arquitextos, São Paulo, ano 16, n. 185.06, Vitruvius, out. 2015 <https://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/16.185/5790>

FREITAS, Renata Oliveira Teixeira de. Design de superfície: as ações comunicacionais táteis nos processos de criação. São Paulo: Blücher, 2011.

RUBIM, Renata. Desenhando a superfície. São Paulo: Rosari, 2010.

RÜTHSCHILLING, Evelise A. Design de superfície. Porto Alegre: UFRGS, 2008.

 

Maria e Nina
[email protected]